Lançamento do Sistema Gestão de Alto Nível versão 2.0 (GAN 2.0)


Por: Ary Henrique M. de Oliveira, Fonte: Autoria própria
Data 2020-07-24
Nesta sexta-feira, dia 24/07/2020, às 16:00 horas, será realizado o evento de lançamento do Sistema Gestão de Alto Nível em sua versão 2.0 (GAN 2.0). O Sistema GAN 2.0 é a primeira plataforma do país com monitoramento unificado da disponibilidade hídrica e da demanda. Enquanto as informações de precipitação, nível e vazão são carregadas do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos – SNIRH da Agência Nacional de Águas - ANA, as leituras de vazão e volume das captações nos cursos d’água são transmitidas de estações de monitoramento remoto desenvolvidas e implantadas pelo Instituto de Atenção às Cidades – IAC da Universidade Federal do Tocantins em 94 captações para irrigação na bacia hidrográfica do rio Formoso no Tocantins. Essas informações são armazenadas, consistidas e disponibilizadas em mapas, gráficos e tabelas no Portal Espacial GAN 2.0 com livre acesso no endereço  http://gestaodealtonivel.iacuft.org.br O sistema GAN conta com uma estrutura em campo composta de microusina solar, medidor de vazão ultrassônico e sistema de telemetria para leituras de vazão e volume a cada 15 minutos nas tubulações das captações superficiais.   Na UFT, os servidores do IAC recebem esses dados e os disponibiliza a toda a sociedade através da internet.


Na bacia do rio Formoso no Tocantins atualmente 94 bombas tem a infraestrutura de monitoramento instalada e com isso torna-se a primeira bacia do Brasil a ter monitoramento da oferta e da demanda em tempo real e com livro acesso na internet. Além disso, a nova versão do sistema GAN conta com um aplicativo móvel disponibilizado nas plataformas android e iOS para a consulta das informações através smartphones e tablets, permitindo o acompanhamento remoto da situação dos recursos hídricos. É a fiscalização em tempo real e em toda a bacia sem sair de casa. O aplicativo GAN 2.0 para a plataforma android já está disponível no Google Play e a versão para iOS está em implantação na AppStore.

    Tela de celular com texto preto sobre fundo branco

Descrição gerada automaticamente    Tela de celular com texto preto sobre fundo branco

Descrição gerada automaticamente    Tela de celular com texto preto sobre fundo branco

Descrição gerada automaticamente

É importante destacar que a água é um bem público, escasso por isso tem valor econômico e social. Todas as atividades econômicas e a própria sobrevivência dos seres vivos dependem de água em quantidade e qualidade, por isso a necessidade de se cuidar e fazer o uso racional desse recurso. Nesse sentido, a gestão dos recursos hídricos vem justamente para orientar, por meio de regras, práticas e tecnologias, a melhor alocação do uso da água, para que esteja disponível para todos os usuários e definir a forma de acessar esse recurso em situações de escassez, quando não há como atender a demanda solicitada por todos e assim minimizar ou até eliminar situações de conflito pelo uso da água.


Atualmente, o sistema GAN está em sua 2ª versão, com uma interface mais amigável e com mais ferramentas para análise dos dados de demanda e disponibilidade hídrica da bacia, e em fase de ampliação para o Rio Javaés por meio do Termo de Execução Decentralizada com a Agência Nacional de Águas (ANA). A solução GAN só foi possível graças ao empenho de todos os atores envolvidos no processo, em especial, os produtores rurais, o Instituto de Natureza do Tocantins (Naturatins), Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), Ministério Público do Estado do Tocantins (MPE/TO), Comitê de Bacia e a sociedade civil, além dos parceiros do setor privado, os quais contribuíram para o desenvolvimento de um conjunto de soluções inovadoras, como a Eletroeste e a CAS Tecnologia. Todos pela sustentabilidade.


Vale ressaltar também que este projeto viabilizou a aprovação em edital ANA/CAPES pela UFT em parceria com EMBRAPA, UnB e CENA/USP de projeto de pesquisa em recursos hídricos na bacia do Formoso, a partir do projeto GAN que terá como resultado várias pesquisas acadêmicas de mestrado, doutorado e pós-doutorado, gerando assim mais informações e conhecimento em recursos hídricos para essa bacia.


Portanto, o objetivo deste evento é apresentar a nova versão do sistema GAN e um pouco da história deste projeto. O prof. Dr. Felipe Marques presidente do IAC e coordenador geral da Gestão de Alto Nível fará a apresentação do sistema, suas funções e novidades, assim como as possibilidades de evolução do sistema GAN. 


Como este projeto é fruto da colaboração e cooperação de vários atores, teremos a participação do Juiz de Direito Dr. Wellington Magalhães, responsável pelo processo que trata o conflito pelo uso da água na bacia do rio Formoso, assim como o Coordenador do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente do Ministério Público do Estado do Tocantins (CAOMA/MPE/TO), o Promotor Público Dr. José Maria da Silva Júnior, para falar um pouco sobre os aspectos jurídicos do processo. O representante da Agência Nacional de Águas - ANA, Dr. Alan Vaz Lopes falará um pouco sobre a experiência da ANA nessa área e sobre o TED realizado com o IAC/UFT para levar esse sistema para o rio Javaés. O evento contará ainda com os representantes dos produtores rurais, com a presença do Sr. Euvaldo Leandro Pinheiro do Distrito de Irrigação do Rio Formoso (DIRF) e Sr. Reginaldo Pereira Miranda da Associação do Rio Formoso. O evento será mediado pelo Prof. Dr. Ary Henrique M. de Oliveira, diretor de Tecnologia da Informação do IAC da UFT.


O projeto, sob a coordenação geral do prof. Felipe Marques (Doutor em Recursos Hídricos e Ambientais) da Engenharia Civil e a coordenação técnica do prof. Ary Henrique (Doutor em Engenharia de Sistemas) da Ciência da Computação, conta ainda com a colaboração do prof. Fernán Vergara (Doutor em Gestão de Recursos Hídricos) da Engenharia Ambiental e do prof. Humberto Xavier (Doutor em Telecomunicações) da Engenharia Elétrica e Profa. Glenda Michele Botelho (Ciência da Computação). O projeto conta também com a participação dos ex-estudantes da UFT: Thaylon Guedes (Computação) e Marcelo Freitas (Engenharia Elétrica) e dos estagiários estudantes da UFT Luan Alencar (Engenharia Civil) e Mateus Sousa Silva e Rafael Costa Silva (Ciência da Computação).


O Sistema de Monitoramento da Gestão de Alto Nível dos Recursos Hídricos Versão 2.0 está disponível no endereço http://gestaodealtonivel.iacuft.org.br. E maiores informações podem ser acessadas no portal do Instituto de Atenção às Cidades através do endereço http://www.iacuft.org.br ou pelo e-mail cidades@uft.edu.br.





Sobre

Gestão de Alto Nivel
Telefone: (63) 3232-8219
E-mail: cidades@uft.edu.br

Endereço

Orla 14 - Praia da Graciosa, Av. Parque, QI 04, Lote 03
CEP: 77.026-035
Palmas – TO, Brasil